Criado com Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Nas alturas

Paraquedas, asa-delta, bungee jump, balão e outros "brinquedinhos" radicais: ou você gosta e tem coragem, ou não. Felizmente (tenho um certo orgulhinho disso hehe) eu adoro altura, adrenalina e o fato de poder levantar a mão se alguém perguntar "Quem já saltou de paraquedas ou voou de asa-delta?" EU!!! :) Neste post contarei como foram minhas experiências radicais com os dois esportes.

 

Começando pela aventura de voar sobre a Cidade Maravilhosa. Em março de 2015 viajei com meu namorado até lá para tirarmos o visto americano e fizemos os passeios de praxe: Pão-de-açúcar, Copacabana, bike do Itaú (sim, virou passeio obrigatório), Leblon, buuuuuut não fomos no Cristo Redentor. E aí, você se pergunta: "tá, foi no Errejota mas não visitou o Cristo?" Sim, eu preferi voar de asa-delta. OK, um custa $70,00 e o outro $600,00, mas eu tinha uma economiazinha, aaand quando eu coloco na cabeça, não há "Cristo que tire" (entendeu hehe foi ruim, eu sei), então não pude deixar passar essa oportunidade.

   Lá mesmo pesquisei no Google "voar asa-delta no Rio", peguei o contato da empresa e combinei horário para eles nos pegarem no hotel no outro dia. Fomos super bem atendidos pelo pessoal da Rio Hang Gliding, ela fornece translado do hotel ao local, transporte até o local do salto (lááááá no topo do Morro de São Conrado), o voo (óbvio) e o vídeo completo (você pode optar por esse pacote ou não). Antes de subirmos, somos cadastrados no Club de voo Livre e ganhamos até uma carteirinha, achei chic.

 Bem, sobre o voo: diz o cara que dei muita sorte com o vento, pois ficamos no ar por uns 30 min e geralmente leva uns 15 min o passeio. Confesso que nos 15 min comecei a ficar meio entediada, é muito lento, calmo, paz e amor e eu gosto de pauleira kkk. Mas é lindo, que vista, que lugar, que mar e que favela!!! Ver a Rocinha lá de cima realmente é incrível e as casinhas parecem caixinhas de fósforos, fofo demais. E o mar??? Você agradece mil vezes a Deus, olhando aquele mar. E sim, aquela corridinha inicial antes do troço decolar é de arrepiar e de pensar: "meu, isso (no caso eu) vai se esborrachar no mato.". Teve uma horinha que meio que entrei em pânico, quando ele me passou o comando do negócio. Gente!!! Mariehei, não sabia o que fazer kkkk Mas, digo uma coisa, vale a pena a experiência, voto SIM para troca que fiz entre Cristo e voo.

 

    E agora sobre a experiência mais louca da vida: SALTAR DE UM TECO TECO, A 13 MIL PÉS DO CHÃO. Era pra ser em 10 mil pés, mas eu ganhei um bônus iupiii, ganhei pés a mais no meu salto, consequentemente mais tempo em queda livre ihuuu :D. Sempre foi um sonho, então mais uma vez o Google me ajudou: achei a escola de Paraquedismo Raspakamada em São José (pertinho de Floripa). Os caras são top, o meu instrutor (Davi) tem quase dois mil saltos no currículo, além de serem super gente boas. No meu pacote incluía vídeo também, então tudo custou $650,00, pedem uma entrada e o resto no dia do salto. 

  Fui em um sábado, decolaaaaaaamos, fiquei de cocoras dentro do avião atéééé lá no alto, mas tivemos que abortar a missão por causa do tempo :( fiquei triste e pensei: "será que é um sinal do céu pra eu não fazer isso? Ai Deus". 

    Mas, não desisti. No sábado seguinte voltei lá e dessa vez rolou!!! Você sobe numa posição bem desconfortável no chão do avião e o relógio do instrutor vai marcando a altura. Até então tudo de boa, estava bem tranquila... dai ele engata a mochila dele nas suas costas (frio na barriga 1) e diz pra abrir a porta, então entra aquele vento destruidor dentro do teco teco (frio na barriga 2), dai ele começa a te puxar pra fora e quando você chega no deck do avião você não sabe mais o que está fazendo ali (frio na barriga 3, nível hard) - se eu tivesse cinco segundos pra pensar, talvez desistiria - é muito alto, muito vento e muito louco!!! E ele simplesmente te joga, assim, como se tivessem pulando numa piscina de bolinhas.

   #dicadamariah: comam antes, fiquei muito tempo sem comer e tive muita ânsia com aquele vento entrando por cada poro do corpo (mas também não se embuchem né). Mesmo com isso, foi INCRÍVEL!! E quero repetir em breve, para prestar atenção em tudo, porquê em determinado momento você não sabe nem seu nome mais kkkk Segue algumas fotinhos do meu salto, o vídeo não consegui carregar aqui, mas tem ele no meu insta @mariahhrodrigues:

 

 

 

 

    Não sei se você pensa como eu: a vida é uma só, se ficarmos nos limitando muito, passamos por ela... só passamos. Não estou dizendo pra você que morre de medo de altura, do nada ir saltar de um avião, mas aproveite a vida fazendo coisas que te fazem feliz. Eu, como amo adrenalina, sempre tive o sonho de saltar de paraquedas e consegui ter essa experiência, mesmo muitos me falando que poderia morrer nessa brincadeira, mas isso pode acontecer atravessando a rua num é?! E pra você, que tem uma pontinha de vontade, faça, é demais o negócio. Beijos.

 

 

Please reload