Os Rooftops que conheci em Nova York

Confesso que escrever sobre Nova York é um pouco doloroso pra mim, a saudade que sinto de lá é de rasgar o coração. Mas ao mesmo tempo é uma saudade alegre, sou muito feliz por ter conhecido essa cidade que é IMPOSSÍVEL não se apaixonar. Entre muitos lugares que conheci durante as duas semanas que estive por lá, os famosos Rooftops, bares e restaurantes que ficam no alto dos prédios, foram uma das coisas que mais me marcou e me chocou, no ótimo sentido, claro. Esse post é dedicado todinho aos dois que conheci e amei e jamais esquecerei e com certeza voltarei.

Se você está de passagem marcada para a "City that never sleep", anota o endereço desses dois lugares que vou passar aqui. VOCÊ TEM QUE IR e vou te dar alguns motivos: um fica em Williamsburg, pro lado do Brooklyn, e te dá uma vista maravilhosa de toda Manhattan, o outro fica no fervo da Fifth Avenue, ou seja, no coração de Manhattan e te dá a vista da foto acima (sim, ficou mais ansioso pra sua viagem né? Te entendo); um deles é mais sofisticado e charmoso, já o outro é mais alternativo e descolado; em ambos, você vai ver o povo de Nova York, com sua simpatia, chiqueza, charme, estilo, beleza e tudo mais de bom que eles tem; você vai beber e comer bem por um preço normal, talvez pague um pouco mais na cerveja, mas o lugar e a vista pagam essa diferença; o atendimento é demais; e o mais legal: você se sente um local de Nova York, como se estivesse no seu happy hour depois de um dia de trabalho.


UMA #DICADAMARIAH: visitem esses restaurantes/bares no final da tarde. Meus amigos, vocês virão pores do sol MARAVILHOSOS!!! MEEEEEESMO!!! Mas vamos a mais detalhes...


Começando pelo gigantesco 230 FIFTH Rooftop Garden Bar and Restaurant, isso mesmo, é o nome e o endereço tudo junto haha ele fica no topo de um hotel, no n° 230 na 5° Avenue (a vá). Para se situar melhor, se você estiver na calçada do Empire State, você pega pro lado direito da avenida e vai, até chegar nesse n° hehe.

Digo que ele é gigantesco, porque você chega e é atendido no 1° andar, que mais parece uma balada luxuosa, com grandes janelas, poltronas coloridas, um bar gigante e espelhos e lustres enormes por todo salão...













... ali você já fica maravilhada mas se pergunta: cadê o Garden que diz no nome? Então você sobe uma escadinha até onde todo o povo está e encontra o Garden lindo de morrer, além de gente bonita pra casseta e um som lounge pra animar, sóóó que todas as mesas estavam com uns megas guarda-sóis, que escondiam toda a vista (mimimi)...

... e ficamos por uns 30 minutos torcendo pra que eles tirassem aquilo tudo haha e foi quando o sol começou a se pôr que os garçons fecharam todos eles e parece que abriu uma janela mágica e aí o fôlego se foi todo de tão lindo que estava aquele dia, aquela vista, o Empire State todo imponente ali na sua frente, e foi com essa vista que continuamos tomando nossa Corona...

E agora o Rooftopíssimo de Williamsburg (só um parêntese para dizer que esse bairro é demais), ele fica no 80 Wythe Ave, Brooklyn, NY 11249 (outro parêntese pra explicar que Williamsburg faz parte do Brooklyn), também fica no topo de um hotel, todooo vintage e estiloso, construção de 1901, sente só...

Eu li sobre esse bar no livro da Didi Wagner, mas confesso que nem dei muita bola e quando os meus amigos comentaram que iríamos lá, nem me liguei que fosse o mesmo local. Na real nem sabia em que tipo de lugar estava indo haha e dai que a surpresa foi melhor ainda!!! É um restaurante/bar/baladinha muito descolado e cheio de estilo, até as garçonetes são megas diferentonas e a música que toca lá é meio hip-hop com lounge e eletrônico... Estava cheiaço e ficar no terraço que dava vista para Manhattan foi meio difícil, buuuut mesmo assim consegui tirar uma pic massa, olha só se não é muito amor...

OUTRA #DICADAMARIAH: levem um casaquinho mesmo se for verão, porque bate um super vento lá no final da tarde. Outra observação válida... quando fizemos os pedidos para a garçonete, ela pediu o cartão de algum de nós, não necessariamente o que pagaria a conta, mas para ficar de garantia. Isso é comum acontecer por lá, principalmente se há área externa, então não achem que vão passar todas as cervejas consumidas, no seu cartão hahaha fique tranquilo. Aaaaa lembrei de outra coisa: acho que menores de 21 anos não entram, ou eles identificam com alguma pulseira, porque na entrada pedem identidade para todo mundo.

Para chegar lá peguei a linha verde do metrô até a estação que eu poderia trocar para a linha cinza e ir até Williamsburg (peguei a verde, pois estava hospedada perto do Empire State). Desculpem não ser mais exata, é que fui no ano passado hahaha memória não é tão boa assim.


Outras fotinhos desse lugar incrível:

Então é isso pessoal, espero que tenham curtido o post e as dicas, os lugares realmente valem a visita, com toooooda certeza devem existir muitos outros rooftops, só pesquisar que acharão muitas outras opções massas.

ESSA CIDADE É DEMAIS, SE ESTÁ COM ALGUMA DÚVIDA DE IR OU NÃO, NÃO FIQUE, A VIAGEM SERÁ INESQUECÍVEL, PORQUE TUDO LÁ É PURO CHARME E ESTILO.


GRANDE BEIJO

MARIAH


Parabéns! Sua mensagem foi recebida.