Criado com Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

Roteiro em San Francisco - CA PARTE 2 + Cable Cars

February 15, 2017

   Já que San Francisco é uma cidade com muuuuitos lugares pra conhecer e passeios pra fazer, dividi o roteiro em dois posts e esse é a PARTE 2, onde conto o que fizemos entre o final do segundo e o terceiro dia nessa city que é um encanto.

 

CONTINUAÇÃO DIA 2: Depois de passarmos pela Lombard Street, fomos direto para o Pier 39 e lá vai a primeira dica: volte e deixe seu carro no hotel, principalmente se seu hotel ficar perto de uma parada de um Cable Car. Por que? Porque você vai pagar somente US$7 por pessoa, ele vai atééé bem perto dos pier's e os estacionamentos perto do Pier 39 (naquela região toda) são caros!!! Entããão, economize e ande de Cable Car... infelizmente só nos ligamos disso no dia 3.

   Chagamos ao Pier 39, que é simplesmente demais, já nos animamos!!! Várias lanchonetes, vários restaurantes, várias lojinhas de souvenires, sorvete, cachorro quente, um carrossel lindo bem no meio, teatro local eeee leões marinhos ao redor.... ufa, quanta coisa hahaha sério, não deixe de visitar (óbvio) e se você passar mais dias, vale voltar ao local para passear, passear e passear.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Como chegamos quase na hora do almoço, demos uma voltinha nas lojinhas para comprar lembranças (que eu neeeem amo kkk) e depois paramos para comer um Hot Dog mega tradicional dos EUA, o Nathan's, delííícia, o lanche é uns 5 doletas com refri!!! hahaha sim, como não amar???

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Para descansar do almoço, paramos para assistir uma peça de teatro que estava passando no centro do Pier. São teatrinhos locais, com palhaços, acrobatas, marionetes e que rolam durante o dia todo, junta maior galera ao redor, bem legal! Logo depois pegamos nossas entradas para visitar o Aquarium of the bay, um aquário lindo, com um super túnel cheio de peixes, tubarões e águas vivas (US$ 24 cada).

    Outro local que visitamos no dia 2 foi a famosa Prisão de segurança máxima, Alcatraz. O ingresso você deve comprar antecipadamente no site do local (US$ 32 cada, na época, o noturno é mais caro, mas deve ser da hora conhecer o lugar a noite) e apresentar ao caixa antes de entrar na fila para o barco que vai te levar até a ilha. Você já vai com um horário marcado para o passeio e não pode alterar na hora, o que para nós foi ruim no dia, pois queríamos ter ficado no Pier assistindo uma final do campeonato de basquete, tinha um bar lotaaado de locais torcendo pelo time da cidade, uma vibe muuuito legal, maaaaas, partimos para a prisão...

   

 

 

 

 

   Chegando na ilha você fica independente e começa o passeio a hora que quiser, só tem que ficar de olho na hora da volta do barco. Entrando na prisão, você recebe um fone de ouvido com a sua língua, o que ajuda muito a entender todas as histórias que envolvem a prisão e são histórias muuuuito interessantes e algumas vezes assustadoras. O local é meio macabro na real hahaha você fica tensa, curiosa e instigada, ainda mais por serem os próprios ex presidiários que narram todo o passeio (no caso, traduzido). uuuuh

   O passeio todo durou uma hora e meia mais ou menos... e conseguimos pegar o restante do jogo no bar hahaha e aí terminamos o dia tomando uma gelada com vários americanos fanáticos por basquete, o que foi muuuito massa ver. 

   

 

 

 

   DIA 3: No nosso último dia em SF nos programamos para atravessar a linda e maravilhosa Golden Gate Bridge S2. Saímos no meio da manhã, pegamos o Cable Car e fomos até o Fisherman's Wharf, onde alugamos uma bike por US$ 25 cada.  

 

   Além de atravessar de bike, você pode ir de carro ou até mesmo a pé. Como eu sou daquelas que "faça para ter história pra contar" kkkk preferi ir de bike, o que meu namorado não curtiu muito, pois: SF inicia o dia gelado, mas vai esquentando, como não nos ligamos disso, estávamos de calça jeans e passamos calor hahaha aaaaand, porque parece que é perto dos piers, mas é longe, bem longinho, com subidas e descidas e subir os morros para ir até o mirante tirar fotos não foi fácil. Maaaaas valeu muito a pena, porque tenho fotos incríveis, a vista é linda demais e posso dizer que atravessei a Golden Gate de bike, tchanãããã, e demos bastante sorte, porque é comum baixar uma neblina que esconde a ponte toda, olhem a vista:

   Teria mais e mais mirantes para conhecer se continuássemos subindo, mas já estávamos bem cansados, então resolvemos voltar para fazer um lanche no Fisherman's Wharf, onde tem várias opções de restaurante e lojinhas para dar um rolê, como é um pier após o outro, voltamos também no Pier 39 para mais uma voltinha e despedida. 

    No final da tarde estávamos bem cansados, então pegamos o Cable car e voltamos para nosso hotel tomar um banho e sair dar uma volta pela área do nosso hotel mesmo, Union Square e etc. Nesse dia jantamos em um restaurante muito fofo, com decoração e estilo anos 50, onde toca rock antigo e vende lanches típicos dos EUA, muito charmoso o lugar, chama Lori's Diner, vale a pena conhecer.

    San Francisco me deixou com vontade de voltar, é uma cidade onde tem muitos lugares para conhecer, muitos passeios para fazer, vários bairros diferentes um do outro, cada um com sua história. Sim, nesses dois dias e meio que ficamos lá podíamos ter conhecido várias outras coisas, mas o que conhecemos já nos encantou (tirando a parte dos mendigos na rua, infelizmente são muitos, apesar de não serem perigosos, é algo que deixa a cidade um pouco triste). De San Francisco, no outro dia de manhã pegamos a estrada para o National Park Yosemite, um passeio que muitos fazem quando estão na cidade, pois fica a 2h30 de lá. Um lugar mágico e indescritível, mas isso conto sóóó no próximo post hehe

 

 

Agora, algumas curiosidades sobre o símbolo da cidade de San Francisco, os fofíssimos Cable Cars:

1 - Eles fazem apenas três trajetos, com várias paradas no meio do caminho:

  • Powell-Hyde – Sai da Powell em direção ao Fisherman’s Wharf e passando pela Lombard Street.

  • Powell-Mason – Sai da Powell em direção,  passa pelo Chinatown, Little Italy e finalizando próximo a Lombard.

  • California St – Linha que passa exclusivamente na Califórnia Street, uma das ruas mais famosas de San Francisco.

Se prepare para pegar uma filiiinha singela para subir nele na Powell, onde a turistada toda espera sua vez pelo melhor lugar no bonde (me incluo nessa kkk).

 

2 - Locais também pegam os bondinhos, não é só coisa de turista, então respeite-os, já que eles estão em um dia normal de trabalho.

 

3 - Você paga a tarifa dentro do Cable Car, mas não para o motorista - gripmans - hein e sim para o tiozinho que passa cobrando (no nosso primeiro trajeto ele não passou por nós e ficamos boiando, achando que era de graça, na volta não escapamos hehe).

 

4 - A tarifa é válida por trajeto e custa US$ 7 p/ pessoa. 

 

5 - Segure-se firme, o bichinho é rápido!!! É uma delícia andar com o bondinho histórico da cidade, não deixem de dar o rolê.

 

6 - O primeiro bondinho é de 1873!!! Não é demais???

 

 

Alguma dúvida ou sugestão, só me mandar recadinho aqui embaixo, amooo conversar com gente que adora uma viagem como eu.

beijos!

Mariah

   

 

 

Please reload